top of page
  • Writer's pictureTG

Erdan Confronta a ONU


(Para ver as legendas do vídeo no seu idioma, clique no ícone Definições no canto inferior direito do vídeo. Clique em Legendas/CC, Tradução automática e escolha o seu idioma. Poderá ter de clicar em "Inglês (gerado automaticamente)" para visualizar a Tradução automática.)


Na semana passada, o embaixador de Israel, Gilad Erdan, votou contra o pedido da ONU de um cessar-fogo na guerra contra o Hamas. Vamos rever então apenas alguns de seus motivos:


  • O Hamas quebrou o cessar-fogo em 7 de outubro, quando invadiu Israel.

  • Todas as necessidades humanitárias já estão sendo facilitadas por Israel.

  • A Cruz Vermelha não foi autorizada a examinar nenhum refém até a data, o que é contra todo o direito internacional.

  • Há 129 reféns ainda detidos pelo Hamas.

  • Se o Hamas simplesmente se rendesse e libertasse os reféns, não apenas um cessar-fogo, mas o fim da guerra por completo, seria imediato.

  • 11.000 mísseis foram disparados de Gaza contra Israel.


Este chamado “cessar-fogo humanitário” não aumentaria qualquer ajuda humanitária, mas apenas daria aos terroristas a oportunidade de se reagruparem.

 

VEJA como Asher explica mais no vídeo de hoje.


PS: Vídeo do discurso de Erdan disponível (em baixo).




Comments


bottom of page